" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

domingo, 25 de janeiro de 2009

Sukhoi Su-22 Fitter

Tipo: Caça bombardeiro
Fabricante: Sukhoi OKB
País de origem: União Soviética
Primeiro voo: 1 Julho de 1969
Inicio do serviço: 1970
Retirado do serviço: 1998 (Russia)
Status: Ainda em uso, mas com serviços limitados
Primeiros usuários: Força Aerea Russa, Força Aerea Egipicia, Força Aerea da Polônia
Produzido: entre 1969–1990
Total produzido: 2,867
Desenvolvido a partir do: Sukhoi Su-7
Tripulação: Um
Comprimento: 19.02 m
Envergadura:
Asas abertas: 13.68 m
Asas fechadas: 10.02 m
Altura: 5.12 m
Area das asas:
Asas abertas: 38.5 m²
Asas fechadas: 34.5 m²
Peso vazio: 12160 kg
Peso carregado: 16400 kg
Peso máximo de decolagem: 19430 kg
Motor: 1 turbina Lyulka AL-21F-3 turbojato com pos combustão
Potência: 76.4 kN
Potência com pos combustão: 109.8 kN
Capacidade de combustivel: 3770 kg
Velocidade máxima: 1860 km/h
Alcance de combate: 1150 km em ataque com 2,000 kg de armamento
Alcance máximo fora de combate: 2300 km
Altitude máxima; 14200 m
Razão de subida: 230 m/
Limite máximo de Força-G : 7g
Tempo de vida da aeronave: 2,000 horas de voo ou 20 anos
Armamento:
2 canhões de 30 mm Nudelman-Rikhter NR-30, 80 cartuchos cada, 2 misseis R-60 (AA-8 'Aphid') para auto defesa, mais de 4000 kg em 10 pontos nas asas, 4 na fuselagem incluindo bombas de queda livre, foguetes, cluster bombas, SPPU-22-01 canhões, pods de guerra eletrônica, napalm e bombas nucleares. Tambem compativel com novos misseis Kh-23 (AS-7 'Kerry'), Kh-25 (AS-10 'Karen'), Kh-29 (AS-14 'Kedge') e Kh-58 (AS-11 'Kilter') misseis e bombas guiadas a laser.

O Sukhoi SU-22 era um avião de ataque soviético desenvolvido do caça-bombardeiro Sukhoi Su-7. Teve uma carreira longa na Russia, sendo exportado para forças aéreas do Oriente Médio.
Procurando melhorar o desempenho em baixa velocidade e na decolagem/aterrissagem do Su-22, em 1963 a Sukhoi criou um protótipo com asas de geometria variável. O SU-22I, de designação, convertido para produção como Su-22BM, tinha partes internas da asa com segmentos exteriores móveis que poderiam variar de 28°, a 45°, ou a 62°, voou em 2 agosto 1966, sendo o primeiro avião soviético de geometria variável. Testes revelaram que as velocidades da decolagem e de aterrissagem tinham diminuído para 50-60 km/h comparados ao Su-22 convencional.
O Su-22 foi incorporado ao serviço em 1970. O avião foi usado extensivamente pelos soviéticos durante a invasão soviética do Afeganistão. Os aeródromos em grandes altitudes e o clima empoeirado e quente criaram desafios operacionais daquela região. No verão, a distância de decolagem dobrou e as aterrissagens terminavam frequentemente com pneus estourados e fogo nos freios, ja em terrra a aviônica falhava com o aquecimento. Entretanto, o motor de AL-21F provou ser tolerante com a ingestão diária de areia, vindo a contaminar o combustível e em 1985 a prontidão de combate da frota diminuiu, os primeiro Su-22 foram substituídos rapidamente pelos Su-22M3 e o Su-22M4 mais capazes. Apesar de sua durabilidade e carga útil, os aviões provaram que não eram adaptados para o combate em terreno montanhoso devido às velocidades elevadas do ataque, à baixa altitude, sua fuselagem provou não ser blindada o suficiente para suportar ataques de artilharia anti aérea, se comparado a proteção do Su-25 que cumpria a tarefa de apoio aéreo aproximado. O missil STRELA 2 Sovietico (contrabandeado do Egipto), o míssil britânico do BLOWPIPE, e o Stinger FIM-92 americano do Redeye FIM-43, apresentaram uma nova ameaça e forçou Su-22, forçando eles a voarem em grandes altitudes, em 1985 somente um Su-22 foi perdido pelo fogo anti aereo. Forçado a operar entre 3500-4000 m acima da terra, Su-22 usavam foguetes não-guiados à bombas, incluindo armas termobaricas. Perto do fim da guerra, a força Su-22 foi substituída parcialmente pelo MiG-27 a fim executar o teste operacional de novo caça bombadeiro. Durante todo a guerra, as forças Afegãs utilizaram Su-22, três foram abatidos por operar proximo ao espaço aéreo do Paquistão por F-16 Paquistaneses. Os Su-22 foram usados em combate pela Líbia e pelo Iraque. Dois aviões líbios foram abatidos na região de Sidra por F-14 Tomcat da marinha amerciana em 19 agosto 1981, usados na Guerra Irã-Iraque e na Guerra do Golfo em 1991. Em um movimento para eliminar aviões de único motor de seu inventário, a força aérea do russa aposentou-se seu último Su-22M4 junto com sua frota de MiG-23/27s em 1998. Cerca de 550 permanecem em serviço em outras nações. Durante a guerra entre Peru e Equador em 1995 , dois Su-22s peruanos foram derrubados por Mirages F-1 Equatorianos, matando ambos os pilotos peruanos.
Varios países utilizaram ou utilizam o SU-22 sendo eles: Armenia, Afeganistão, Argélia, Angola, Arzebaijão, Bielorussia, Bulgaria, Republica Theca, Czechoslovaquia, Alemanha oriental, Egito, Hungria, Iraque, Irã, Libia, Coréia do Norte, Peru, Polônia, Russia, Marinha Russa, Eslovaquia, Siria, Turkmenistão, Ucrânia, Uzbequistão, Vietnã e Iemên.

Nenhum comentário:

Videos de aviões

Loading...