" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

domingo, 8 de janeiro de 2012

Lockheed F-117 Nighthawk

Tipo: Bombardeiro invisivel
País de origem: Estados Unidos
Fabricante: Lockheed Martin
Primeiro voo: 18 junho 1981
Inicio do serviço: 15 outubro 1983
Retirado de serviço: 22 abril 2008
Primeiro usuário: Força Aérea Americana
Total produzido: 64
Custo unitário: US$ 42.6 milhões
Tripulaçõa: 1
Comprimento: 20.09 m
Envergadura: 13.20 m
Altura: 3.78 m
Area das asas: 73 m²
Peso vazio: 13.380 kg
Peso carregado: 23.800 kg
Motor: 2 turbinas General Electric F404-F1D2, com 4.808 kg de empuxo cada
Velocidade máxima: 993 km/h
Velocidade de cruzeiro: 800 km/h
Alcance: 1.720 km
Altitude de serviço: 13.716 m
Armamento: três pontos internos que podem transportar vários tipos de bombas entre elas: bomba guiada a laser GBU-10 Paveway II de 900 kg, bomba de fragmentação Mk84 ou bomba de penetração BLU-109 ou BLU-116, GBU-12 Paveway II, Mk82, GBU-27 Paveway III, Mk84, BLU-109, BLU-116, GBU-31 JDAM guiada por GPS ou a bomba nuclear B61. 

   O Lockheed F-117 Nighthawk é uma aeronave de um lugar, com dois motores, utilizado para ataque ao solo, sendo operado pela Força Americana. O primeiro vôo do F-117A foi em 1981, e alcançou o status de capacidade operacional em outubro de 1983. O F-117A foi "reconhecido" e revelado ao mundo em novembro de 1988.
   Um produto da Lockheed e desenvolvido com tecnologia Have Blue, tornando-se o primeiro avião operacional a utilizar a tecnologia stealth. O F-117A foi amplamente divulgado durante a Guerra do Golfo Pérsico de 1991. Era comum ser chamado de "Caça invisivel" embora fosse um avião de ataque ao solo, tornando o seu F uma designação enganadora, já que o F é usado apenas por caças.
   A Força Aérea aposentou o F-117 em 22 de abril de 2008, principalmente por causa da entrada em serviço do F-22 Raptor e a iminente introdução do F-35 Lightning II. Cerca de 64 F-117 foram construídos, 59 eram de versões de produção e 5 eram protótipos.
   O F-117 é moldado para desviar sinais de radar, Nighthawk monoposto é alimentado por duas turbinas sem pós combustão General Electric F404, tem controles fly-by-wire e pode ser reabatecido no ar. Para diminuir os custos de desenvolvimento, os aviônicos, o sistema fly-by-wire e outras partes são derivadas do F-16, F/A-18 e F-15. As peças foram originalmente descritas como sobressalentes em orçamentos para estas aeronaves, para manter o segredo do projeto F-117.
   O Nighthawk F-117 tem uma assinatura radar de cerca de 0,025 m2. Os pontos negativos da tecnologia furtiva é a menor potência do motor, devido a perdas na entrada e na saída, uma asa muito baixa, com estas considerações de design e sem pós-combustão, o F-117 é limitado em velocidades subsônicas. Ele também tem bordas serrilhadas em vários locais para a dispersão de sinais de radar.
   O F-117A é equipado com sofisticados sistemas de navegação integrados a uma suite de aviônicos digitais. Ele não carrega nenhum radar, o que reduz suas emissões. Ele navega principalmente por GPS, as missões são coordenadas por um sistema de planejamento automatizado que pode automaticamente realizar todos os aspectos de uma missão de ataque, incluindo lançamento de armas. Os alvos são adquiridos por um sistema de imagem térmica infravermelha, acoplado a um laser que calcula o alcance e designa os alvos para as bombas guiadas a laser. O porta bombas interno do F-117A pode levar até 2.300 kg de material bélico. Normalmente carrega um par de GBU-10, GBU-12 ou GBU-27 bombas guiadas a laser ou duas bombas de penetração BLU-109 ou duas JDAMs e uma bomba guiada por GPS.
   O F-117 foi utilizado em várias missões de combate, sua primeira missão foi durante a invasão do Panamá em 1989. Dois F-117A Nighthawks lançaram duas bombas no Aérodromo do Rio Hato. Na Guerra do Golfo em 1991, o F-117A voou cerca de 1.300 missões e atingiu cerca de 1.600 alvos de alto valor no Iraque, em mais de 6.905 horas de vôo. Sendo o F-117 responsável por 40% das metas estratégicas. F-117As lançou mais de 2.000 toneladas com a mais alta taxa de sucesso de 80%.
   F-117 Nighthawk foi um das poucas aeronaves a atacar alvos no centro de Bagdá, sua características furtivas o protegia de misseis SAM e e artilharia anti aérea e devido tanto ao seu armamento de precisão. quanto a sua furtividade fazia com o F-117 não abandonasse suas munições em manobras defensivas, revelando que podia causar menas baixas de civis e garantia de maiores danos.
   Em 1992, o F-117A foi destacado para o sudoeste asiático em várias ocasiões. Em sua primeira implantação, as equipes voaram sem parar de Holloman para o Kuwait, em um voo de aproximadamente 18,5 horas - um recorde para caça de único assento, até hoje.
   O F-117 foi posteriormente utilizado em operações no Iraque em 1999, a Operação Liberdade, Duradoura em 2001 e a Operação Liberdade do Iraque em 2003.
   Apenas um F-117 foi perdido pela ação inimiga. Ele foi abatido durante uma missão contra o Exército da Iugoslávia em 27 de Março de 1999, as 20:15  hora local, por um missel SA-3 lançado a cerca de 13 km de distância, lançado por um sistema de mísseis anti-aéreo soviético S-125 "Neva" (nome da OTAN SA-3 "Goa"). De acordo com a OTAN o F-117, foi detectado pelos radares operando seus radares, quando seu porta bombas estava aberto oque aumenta a sua assinatura radar.  Um dos mísseis explodiu perto da F-117 por sua espoleta de proximidade, a explosão deixou o avião incontrolável, obrigando o piloto a ejetar. O piloto foi recuperado pouco tempo depois por um equipe de fuzileiros americanos. As fotos mostram que a aeronave atingiu o solo em baixa velocidade em uma posição invertida, e que a estrutura manteve-se relativamente intacta. As forças dos EUA decidiram não bombardear os destroços porque os civis estavam perto. Acretita-se que uma equipe russa foi convidada pelos sérvios para inspecionar a aeronave, comprometendo então 25 anos de  tecnologia stealth americana.
FOTOS DO F-117: Reabastecimento em voo, Lançamento de bombas, F-117 abatido no Kosovo, Cockpit, Pouso com paraquedas, Voo com um B-2, Turbina do F-117, Teste de nova camuflagem, Estacionados em aeroporto, Cabine, Problemas no pouso.

Nenhum comentário:

Videos de aviões

Loading...