" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Eurofighter Typhoon

Tipo: Caça-multipropósito
Fabricante: Eurofighter GmbH
Primeiro voo: 27 de março de 1994
Inicio do serviço: 4 agosto de 2003
Status: Operacional Usuários: R.A.F, Luftwaffe, Força Aérea Italiana, Austria, Espanha e Arábia Saudita
Total produzido: cerca de 707 até hoje
Custo unitário: € 90 mihões euros
Tripulação: 1 e 2 na aeronave de treinamento
Comprimento: 15.96 m
Envergadura: 10.95 m
Altura: 5.28 m Aréa das asas: 51.2 m2
Peso vazio: 11.150 kg Peso carregado: 16.000 kg
Peso máximo de decolagem: 23.500 kg
Motor: 2 turbinas Eurojet EJ200 com pós combustão
Empuxo: 5.896 kg cada
Empuxo com pós combustão: 9.071 kg cada
Capacidade de combustivel interna: 4.500 kg
Velocidade máxima acima do nivel do mar: 2.495 km/h e ao nivel do mar: 1.470 km/h
Velocidade de cruzeiro: 1.760 km/h
Alcance: 2.900 km
Alcance máximo: 3.790 km
Altitude de serviço: 19.810 m
Razão de subida: 315 m/s
Limite de força G: +9/−3 g
Armamentos: 1 canhão de 27 mm Mauser BK-27 com 150 cartuchos, a aeronave possui 13 pontos para fixação de armas: 8 sob as asas e 5 sob a fuselagem, com capacidade para 7.500 kg de armamento. Pode carregar uma variedade de misseis, os ar-ar dos tipos AIM-9 Sidewinder, AIM-132 ASRAAM, AIM-120 AMRAAM, IRIS-T e no futuro o MBDA Meteor, os ar-superficie AGM-65 Maverick, AGM-88 HARM, Storm Shadow, Brimstone, Taurus KEPD 350, Penguin e no futuro o AGM Armiger. Já as bombas podem variar das guiadas a laser Paveway II/III/Enhanced, as de submunições (JDAM) e HOPE/HOSBO. Possui tambem Flares e pods de chaff, contra medidas eletrônicas e pods de aquisição de alvos. Aviônico: Radar CAPTOR Euroradar e equipamento de monitoramento aéreo com infra vermelho passivo.

O Eurofighter é caça com duas turbinas, asa em delta, capaz de cumprir vários tipos de missões, projetado e construído por um consórcio de três companhias: Alenia Aeronautica, BAE Systems e a EADS, que foi iniciado em 1986. O projeto é controlado pela OTAN que é seu principal cliente. A produção em série do Eurofighter é feita com três contratos separados, tendo cada contrato alguma capacidade que difere cada Força Aérea. O Eurofighter está em serviço na Real Força Aérea, Luftwaffe, Força Aérea Italiana, Força Aérea Espanhola, Força Aérea Austríaca e Real Força Aérea Saudita. Tradução do inglês para português Em 1988, o Subsecretário de Estado para as Forças Armadas disse que o caça europeu seria um grande projeto, que custaria ao Reino Unido cerca de £ 70 bilhões. Era evidente que em breve uma estimativa mais realista foi apresentada em cerca de £ 13 bilhões e que cada aeronave custaria £ 30 milhões por aeronave. Em 1997 o custo estimado era de £ 17 bilhões, em 2003 £ 20 bilhões e a data de entrega teve um atraso de 54 meses. Após 2003 o Ministério da Defesa se ​​recusou a liberar as estimativas de custo. A produção do Eurofighter Typhoon tem quatro linhas de montagem distintas. Cada empresa monta a própria aeronave de seu país, mas constrói as peças para todas as aeronaves incluindo exportações. A quinta linha de montagem será estabelecida para a aeronave da Arábia Saudita. Em 16 de Dezembro de 2005, o Eurofighter atingiu a capacidade operacional inicial com a Força Aérea Italiana, foram colocados em serviço como caças de defesa aérea na Base Aérea de Grosseto, e imediatamente atribuído ao sistema de Tempo de reação rápida (QRA) na mesma base. Em 09 de agosto de 2007, o Ministério britânico da Defesa informou que Esquadrão No. XI da RAF, tinha recebido 2 caças multi-propósito. Já em 17 de agosto de 2007 dois Eurofihgter foram enviados para interceptar um Tupolev Tu-95 russo que havia se aproximado do espaço aéreo britânico. Os Typhoon da RAF foram declarados prontos para comate ar-solo de 01 de julho de 2008. Por volta de 25 de abril de 2008 um Typhoon do 17 º Esquadrão da RAF, operando na Base Aérea Naval dos EUA, na Califórnia, EUA, durante voos de testes, sofreu grandes danos durante um pouso, quando o trem de pouso não foi aberto. Apesar de nenhuma causa imediata foi especulado que o erro pode ter sido do piloto.
Em 11 de setembro de 2008, o tempo de voo das cinco Forças Aéreas ultrapassaram as 50 mil horas de voo. Em 31 de Março de 2009, um Eurofighter Typhoon disparou um missel AMRAAM usando seu radar no modo passivo, e os dados necessários para o alvo dos mísseis foi adquirida pelo segundo radar do Eurofighter e transmitido através do Sistema Multi Funcional de Distribuição de Informações. Em 17 de julho de 2009, os Eurofighters da Força Aérea Italiana foram destacados para proteger o espaço aéreo da Albânia. Em setembro de 2009, 4 Typhoon da RAF substituiram os Tornados F3s que defendem as Ilhas Malvinas. Nesta época o governo da Argentina fez um protesto formal. Em 24 de agosto de 2010, o projeto sofreu sua primeira fatalidade quando um Typhoon de dois lugares caiu, por razões desconhecidas, matando o piloto, um tenente-coronel da Força Aérea Sáudita, logo depois de decolar da Base Aérea de Moron, na Espanha. Especialistas suspeitam que a causa da queda tenha sido uma colisão com aves, o instrutor espanhol conseguiu se ejetar e sofreu apenas ferimentos leves.
Na sequência deste incidente, a Luftwaffe, cancelou o voo de seus 55 aviões, pois em 16 de Setembro de 2010, um piloto alemão morreu após se ejetar, seu para-quedas não abriu. Em resposta ao inquérito do acidente, em 17 de setembro de 2010, a RAF cancelou todos os voos de treinamento com o Typhoon. Em 21 de setembro, a RAF anunciou que o sistema de correias dos assentos tinham sido modificados, autorizando o reinicio dos voos com o Typhoon. A Força Aérea Austríaca disse também que todas as suas aeronaves haviam sido liberadas para o voo. Em 24 de agosto de 2010, a fabricante do assento de ejeção Martin Baker comentou: " Sob certas condições, a montagem e liberação rápida pode ser desbloqueado usando a palma das mãos, ao invés do polegar e os dedos e que este representava um risco de acidente ", e acrescentou que a modificação foi rapidamente desenvolvida e aprovada, para eliminar esse risco e que seria instalado em todos os Typhoon. Em janeiro de 2011, a aeronave ultrapassou 100.000 horas de voo em toda a frota. Em 18 de março de 2011, primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou que o Reino Unido iria usar caças Typhoon, juntamente com os Panavia Tornado, para impor uma zona de exclusão aérea na Líbia. Em 20 de março 10 Typhoon da RAF de Coningsby e Leuchars chegaram a Gioia del Colle uma base aérea no sul da Itália. Em 21 de Março os Typhoon da RAF voaram sua primeira missão de combate, patrulha a zona de exclusão aérea na Líbia.
FOTOS DO EUROFIGHTER: Configuração de ataque ao solo, Turbina, Detalhes da estrutura, Cockpit, Aterrisagem, Reabastecimento em voo, Interceptando um TU-95 Bear.

Nenhum comentário:

Videos de aviões

Loading...