" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

domingo, 22 de abril de 2012

Boeing-Sikorsky RAH-66 Comanche

Tipo: Helicóptero de reconhecimento e ataque
País de origem: Estados Unidos
Fabricante: Boeing e Sikorsky
Primeiro voo: 4 de janeiro de 1996
Status: Cancelado
Primeiro usuário: Exército Americano
Total produzido: 2
Custo do programa: US$ 6.9 bilhões (2004)
Tripulação: 2
Comprimento: 14.28 m
Diâmetro do rotor: 11.90 m
Altura: 3.37 m
Peso vazio: 4.218 kg
Peso carregado: 5.601 kg
Peso máximo de decolagem: 7.896 kg
Carga útil: 2.296 kg
Motor: 2 turbinas LHTEC T800-LHT-801 com 1.585 cv cada
Rotor: com 5 laminas no rotor principal
Velocidade máxima: 324 km/h
Velocidade de cruzeiro: 306 km/h
Alcance: 485 km com combustível interno
Alcance de combate: 278 km com combustível interno
Alcance máximo: 2.220 km ou 2 horas e 50 minutos
Altitude de serviço: 4.566 m
Razão de subida: 4.55 m/s
Armamento: 1 canhão de 20 mm XM301 montado em uma torre na frente da fuselagem com capacidade de 500 cartuchos
Pontos internos: 6 misseis AGM-114 Hellfire ou 6 misseis AIM-92 Stinger ou 24 foguetes Hydra 70  (70 mm) e pontos externos opcionais com 8 misseis Hellfire, 16 misseis Stingers ou 56 foguetes Hydra 70.

   O Boeing-Sikorsky RAH-66 Comanche é helicóptero de ataque e reconhecimento armado, projetado para o Exército Americano. O programa RAH-66 foi cancelado em 2004, antes da produção em massa, depois de quase 7 bilhões de dólares terem sido gastos no programa.
Durante os anos 80, o Exército Americano começaram a formular uma exigência para a substituição de seus helicópteros, resultando no programa de um helicóptero leve experimental. Em 1991, a equipe da Boeing-Sikorsky foi escolhida para produzir alguns protótipos. O Comanche iria incorporar tecnologias furtivas. Utilizando sensores avançados no seu papel de reconhecimento, sendo destinado para designar alvos para o Apache AH-64. A aeronave também foi armada com mísseis e foguetes para destruir veículos blindados. Dois protótipos foram construídos, realizando testes de voo entre 1996 e 2004, até o cancelamento do programa em 2004.
   Em 1982, o Exército Americano começou um programa para a substituição dos helicópteros UH-1, AH-1, OH-6 e OH-58. Demorou de seis anos, em 1988, um requisito foi alterado para um helicóptero de reconhecimento. Em outubro daquele ano, a Douglas Boeing-Sikorsky e Bell-McDonnell as equipes receberam o contrato para seus projetos. Em Abril de 1991, a equipe da Boeing-Sikorsky foi escolhida como vencedora do concurso e recebeu um contrato para construir quatro protótipos para uma fase de demonstração e avaliação, ficando designado como RAH-66 Comanche.
Em Novembro de 1993, o primeiro protótipo foi construído, no ano seguinte o número de protótipos foram reduzidos para dois. O primeiro protótipo do Comanche foi construído pela Sikorsky em 25 de maio de 1995, antes de ser transferido para West Palm Beach, Flórida, para voos de testes. O protótipo, fez um voo de 39 minutos em 04 de janeiro de 1996. O voo estava planejado originalmente para agosto de 1995, mas foi adiado por problemas estruturais e de software. O segundo protótipo fez seu primeiro voo em 30 de março de 1999.
   O RAH-66 foi concebido para ser um helicóptero invisível, incorporando várias técnicas, a fim de reduzir a sua seção transversal do radar e outras áreas de visibilidade. Suas superfícies externas foram facetadas e tinha material absorvente de sinais de radar, revestimentos e tinta anti infravermelho, com estas medidas, o sinal radar do Comanche era 360 vezes menor que o helicóptero de ataque AH-64 Apache e mais silencioso que qualquer helicóptero, alcançado através do rotor composto de 5 lâminas  e a montagem do rotor de cauda.
   O Comanche foi equipado com um sistema de navegação sofisticada e de detecção destinados a permitir operações à noite e com mau tempo. Cada um dos dois tripulantes tinha dois monitores LCD multi-funcionais, sistema de controle de voo fly-by-wire . Sua missão principal era usar seus sensores avançados para localizar e designar alvos para os helicópteros de ataque, como o AH-64. O RAH-66 tinha seu próprio armamento, poderia levar misseis Hellfire, Stinger dividido igualmente entre os dois pontos com lançadores retráteis. O Comanche também era equipado com um canhão de 20mm sob seu nariz. Mais armamento poderia ser acomodado externamente, mas isso iria reduzir a eficácia das tecnologias furtivas.
   O RAH-66 era equipado com dois motores LHTEC T800. Sua fuselagem era feita de material composto. Ele foi projetado para caber facilmente em navios de transporte, permitindo que ele seja implantado em zonas de combate rapidamente. O alcance do Comanche era de 2.200 km, foi concebido especificamente para o papel de olheiro armado, substituindo o atual helicóptero do Exército nesta missão, o OH-58D Kiowa Warrior, que é uma versão atualizada de uma observação desde a Guerra do Vietnã. O Comanche era menor e mais leve do que o AH-64.
Os testes de voo foram realizados com dois protótipos. Depois de conhecer os critérios para 0o RAH-66 entrou na fase de fabricação em 1 de junho de 2000. Um esforço para reduzir o peso vazio do Comanche em cerca de 91 kg ou de 2,1% para atender sua meta de peso foi iniciada em 2000. No início de 2000, o Exército Americano planejava comprar mais de 1.200 Comanches para missões de ataque leve, com entregas previstas para começar em 2006. O primeiro protótipo, completou 318 voos com mais de 387 horas, em janeiro de 2002. O segundo protótipo, tinha 93 horas de voo e 103,5 surtidas até maio de 2001.
   O segundo RAH-66 executou um voo contínuo em 23 de maio de 2002, incluindo o teste de visão noturna e sistemas de armas, até 2003. Durante os testes, o Comanche alcançou a velocidade de 319 kmh, demonstrando uma capacidade de fazer um giro de 180 ° em menos de 5 segundos.
   Em 2002, o programa foi reestruturado e o número de Comanches foi cortado para 650. A produção dessa frota teve um custo total previsto de US$ 26,9 bilhões. A produção do terceiro RAH-66, começou em 2003 e oito RAH-66 seriam construídos para testes operacionais.
   Em 23 de fevereiro de 2004, o Exército Americano anunciou sua decisão de cancelar o programa RAH-66 Comanche. O Exército determinou que seria necessário atualizações para o RAH-66 para sobreviver as ameaças anti-aéreas atuais e decidiu colocar o financiamento para renovação de sua frota de helicópteros e aviões de reconhecimento. O Exército também planejou usar os fundos do programa para acelerar o desenvolvimento de veículos aéreos não tripulados (UAVs). O programa Comanche consumiu cerca de 6 bilhões e 900 milhões de dólares.
   Muitas razões levaram ao cancelamento definitivo do programa RAH-66, entre elas, o custo alto do programa que utilizava a maior parte do orçamento do exército e as experiências do exército na guerra do Kosovo, levou a utilização de plataformas não-tripuladas para realizar muitas das funções para as quais o Comanche foi desenvolvido.
   Alguns diziam que os requisitos do Comanche de peso eram inatingíveis devido à má gestão, ninguem controlou o peso final da aeronave, havia a preocupação de que, quando estivesse totalmente equipado, os motores do Comanche seriam incapazes de levantar o helicóptero. No final, concluiu-se que seu orçamento seria melhor gasto em programas menos arriscados.
FOTOS DO COMANCHE: Cockpit, Rotor de cauda, Decolagem, Lateral, Porta misseis retrátil, Canhão, Capacete especial para o Comanche.

Nenhum comentário:

Videos de aviões

Loading...