" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

sábado, 10 de setembro de 2011

Lockheed C-130 Hercules

Tipo: transporte militar
Pais de origem: Estados Unidos
Fabricante: Lockheed Martin
Primeiro voo: 23 agosto de 1954
Inicio do serviço: dezembro de 1957
Status: em producão e serviço
Primeiros usuários : Força Aérea Americane, Fuzileiros Americanos e Real Força Aérea
Total produzido: cerca de 2.300 até 2009
Custo unitário: US$ 62 milhões
Ultima versão:  o Lockheed Martin C-130J Super Hercules
General characteristics
Tripulação: 5 (dois pilotos, navegador, engenheiro de voo e encarregado de carga)
Capacidade: 92 passageiros ou 64 paraquedistas ou 74 pacientes com 2 médicos ou 6 pallets ou 3 veiculos Humvees ou 2 tanques M113
Capacidade: 20.000 kg
Comprimento: 29.8 m
Envergadura: 40.4 m
Altura: 11.6 m
Area das asas: 162.1 m²
Peso vazio: 34.400 kg
Carga útil: 33.000 kg
Peso maximo de decolagem: 70.300 kg
Motores: 4 turbo propulsores Allison T56-A-15, com 4.590 cv cada
Velocidade máxima: 592 km/h  a 6.060 m
Velocidade de cruzeiro: 540 km/h
Alcance: 3.800 km
Altitude de serviço: máximo vazio 10.060 m, com 19.000 kg de carga 7.077 m
Razão de subida: 9.3 m/s
Distância de decolagem: 1.093 m com o peso total de 70.300 kg e 427 m com 36.300 kg
Aviônicos: Sistema eletrônico Northrop Grumman AN/APN-241 radar de navegação e meteriológico

   O Lockheed C-130 Hercules é uma aeronave de quatro motores turbohélice de transporte militar projetado e construído originalmente pela Lockheed, agora Lockheed Martin. Capaz de utilizar pistas despreparadas para pousos e decolagens, o C-130 foi originalmente concebido para transporte de tropas, evacuação médica e de carga. A estrutura versátil do C-130 encontrou uso em uma variedade missões, incluindo como arma de ataque com o (AC-130), busca e salvamento, apoio a pesquisa científica, reconhecimento meteriologico, reabastecimento aéreo, patrulha marítima e combate a incêndio. É a principal aeronave de transporte tático para cerca de 69 países, incluindo o Brasil, com cerca de 40 modelos e variantes do Hercules.
   Durante seus anos de serviço, a família Hercules tem participado em inúmeras operações de ajuda militar, civil e humanitária. A família tem a mais longa linha de produção contínua de qualquer aeronave militar da história. Em 2007, o C-130 ficou como a quinta aeronave do mundo, a atingir 50 anos de produção e uso contínuo com seu primeiro cliente, neste caso, a Força Aérea Americana, com o último modelo o C-130J Super Hercules. As outras aeronaves desta lista são o British Eletric Canberra, o Boeing B-52, o Tupolev Tu-95 e o Boeing KC-135 Stratotanker.
Em 2000, a Boeing recebeu um contrato de 1,4 bilhões dólares EUA para desenvolver um kit Avionics Programa de Modernização do C-130. O programa foi cheia de atrasos e custos de reestruturação até projeto em 2007.
   Em 2 de setembro de 2009, foi anunciado que o Programa de Modernização para os mais velhos C-130, no entanto, em junho de 2010, o Pentágono aprovou o financiamento para a produção inicial da AMP kits de upgrade. Um total de 198 aeronaves esperam recursos para tal atualização, o custo atual por aeronave custa cerca de 14 milhões de dólares, embora a Boeing espera que esse preço caia para 7 milhões de dolares por aeronave.
   O Hercules detém o recorde de maior e mais pesada aeronave a pousar em um porta-aviões. Em outubro e novembro de 1963, KC-130F, fez 29 toques na pista do porta-aviões, sendo 21 pousos e 21 decolagens sobre o USS Forrestal. Os testes foram bem-sucedidos, mas a idéia foi considerada de grande risco e cancelada, o Hercules usado no teste, voou até 2005 e agora faz parte da coleção do Museu Nacional da Aviação Naval, em Pensacola, Flórida.
Missões do Hercules: o C-130 foi utilizado na Batalha de Kham Duc, em 1958, um C-130A-II de reconhecimento dos EUA foi abatido sobre a Armênia por MiG-17. Em 1964, C-130 apoiou aeronaves de ataque do Grupo de Operações sobre a trilha Ho Chi Minh, no Laos. Em abril de 1965 a missão foi ampliada para o Vietnã do Norte, onde os C-130 levaram formações de bombardeiros B-57 durante a noite, para reconhecimento das rotas de abastecimento comunista levando a sul do Vietnã. No início de 1966 o C-130 passou a operar a partir da Tailândia, como controlador aéreo, em busca de alvos, e em seguida chamava aeronaves de ataque. Outra missão pouco conhecida do C-130, era a pulverização com de produtos químicos, em algumas partes da Trilha  Ho Chi Minh, no Laos, isto produzia lama e deslizamentos de terra na esperança de tornar as rotas de caminhões intransitáveis.
Em novembro de 1964, do outro lado do globo, C-130Es da 322 Divisão Aérea da França, voou uma das missões mais dramáticas da história no antigo Congo Belga. Depois de um grupo de rebeldes congolês chamados "Simba", levarem os moradores brancos da cidade como reféns, os EUA e os  belgas desenvolveram uma missão de resgate conjunta que usava o C-130 para o transporte pára-quedistas belgas para salvar os reféns.
   Em outubro de 1968, um C-130B lançou duas  bombas M121 de 10.000 kg que tinha sido desenvolvido para o bombardeiro B-36, mas nunca tinha sido usado. O Exército e Força Aérea dos EUA ressuscitaram essa arma, como forma de limpar as zonas de pouso de helicópteros em 1969, embora tambem fossem utilizadas em campos inimigos, bases e outros alvos.
   Depois da República Popular da China ter realizado o seu terceiro teste nuclear em 9 de Maio de 1966, os EUA estava ansioso para obter informações sobre a capacidade chinesa. Após o fracasso do Esquadrão Black Cat para plantar pods sensor de funcionamento junto à Base de Dados de Teste Lop Nur usando um Lockheed U-2, a CIA desenvolveu um plano, chamado Tea Heavy, para implantar um sensor perto da base, sendo duas paletes movidos a bateria, usando um Hercules C-130E, a tripulação de 12 homens, decolou da Base da Força Real Tailandêsa em 17 de maio de 1969, voando por seis horas e meia a baixa altitude no escuro, os paletes de sensores foram lançados de pára-quedas perto de Anxi na província de Gansu, estes sensores enviaram dados para um satélite de inteligência dos EUA por seis meses, até acabar suas baterias, neste periodo os chineses realizaram dois testes nucleares, em 22 de Setembro de 1969 e 29 de setembro de 1969, outra missão foi planejada, mas foi cancelada em 1970. O MC-130 transportou a maior bomba convencional do arsenal americano a BLU-82 "Daisy Cutter" e a GBU-43 / B "Air Blast", também conhecido como MOAB.
   O AC-130 também detém o recorde de vôo mais longo sustentada por um C-130. De 22 a 24 de outubro de 1997, dois AC-130U voaram 36 horas sem escalas da Flórida até a Coreia do Sul, com 7 reabastecimentos em voo, feito por um KC-135.
   Durante a Guerra das Malvinas em 1982, o C-130 da Força Aérea Argentina realizou missões altamente perigosas, com voos noturnos para reabastecimento de tropas argentinas nas Ilhas Malvinas. Eles também realizavam voos de esclarecimento marítimo, nesta missão foi perdido um C-130. A Argentina também operou dois aviões tanques KC-130 durante a guerra e estes abasteciam os A-4 Skyhawk e Dassault-Breguet Super Étendard da Marinha. Os britânicos também usaram o C-130 para apoiar as suas operações logísticas.
   Durante a Guerra do Golfo de 1991 na Operação Tempestade no Deserto, o Hercules C-130 foi usado operacionalmente pela Força Aérea dos EUA, da Marinha dos EUA, o Corpo de Fuzileiros dos EUA, junto com as forças aéreas da Austrália, Nova Zelândia, Arábia Saudita, Coreia do Sul e Reino Unido.

Nenhum comentário:

Videos de aviões

Loading...