" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

sábado, 20 de junho de 2009

Foguete V-1 - Fieseler Fi 103

Tipo: Missel guiado por piloto automático
Fabricante: Fieseler
País de origem: Alemanha Nazista
Tempo de serviço: 1944-1945
Usado pela: Luftwaffe
Guerra: 2° Guerra Mundial
Total produzido: 30.000
Custo unitário: Us$ 3.500 mil
Peso:2,150 kg
Comprimento: 8.32 m
Envergadura: 5.37 m
Altura: 1.42 m
Ogiva: Amatol-39
Peso da ogiva: 850 kg
Motor: Argus As 109-014 motor a jato
Alcance operacional: 250 km
Velocidade: 640 km/h voando em altura de 600m a 900 m
Sistema de guiagem: piloto automático

O Fieseler Fi 103 conhecido como V-1 ( V de vingança) foi o primeiro míssil de cruzeiro usado durante a segunda guerra mundial, o V-1 foi desenvolvido pela Luftwaffe. Entre 13 de junho 1944 e 29 de março 1945, foi usado contra a população de Londres e Antuérpia, foram lançados de rampas ao longo do litoral francês e holandês até a descoberta dos locais pelas forças aliadas. Os depósitos subterrâneos dos V-1's eram em Saint-Leu-d' Esserent, Nucourt e o Rilly-la-Montagne, assim como os locais de lançamento todos foram destruidos por bombardeados.
O sistema de orientação V-1 usava um piloto automático simples para regular a altura e a velocidade. Durante o voo do míssil, o fluxo de ar gira a hélice e a cada 30 rotações da hélice, aciona um contador, provocando o armamento da ogiva após aproximadamente 60 km. Quando a contagem alcança zero, dois parafusos de detonação são detonados, liberando os controles de voo, um dispositivo elimina as mangueiras do controle do leme, deixando-o leme em ponto morto, estas ações conduzem o V-1 em um mergulho íngreme. No inicio o voo em mergulho fazia com que o combustível secasse, provocando a parada do motor. O silêncio repentino após o zumbido alertava as pessoas em solo que o V-1 impactaria logo. O problema do combustível foi rapidamente reparado e antes que o último V-1 caísse, a maioria deles tinha atingido os alvos com perfeição.
Em 13 de junho 1944, o primeiro V-1 atingiu Londres, oito civis foram mortos na explosão. Os locais de lançamentos poderiam lançar aproximadamente 15 V-1s por o dia, podendo chegar no máximo a 18. Aproximadamente 25% dos V-1s atingiram seus alvos, a maioria foi abatida devido a uma série de medidas defensivas, erros mecânicos e de orientação. Com a captura ou destruição das rampas de lançamento usadas para atacar Inglaterra, os V-1s foram empregados nos ataques a pontos estratégicos nos baixos países, primeiramente o porto de Antuérpia. A maioria dos V-1s foram lançados de rampas, mas de julho de 1944 a janeiro de 1945 a Luftwaffe lançou aproximadamente 1.176 de aviões Heinkel modificados. Mas com o passar do tempo as defesas aéreas inglesas se tornaram mais eficazes contra os V-1. Para minimizar os riscos as tripulações dos aviões que tranpostavam os V-1, cruzavam a costa a uma altura muito baixa evitando assim o radar, próximo ao ponto de lançamento, os aviões subiam rapidamente, a altitude desejada para lançar os V-1s, retornando ao seu curso e baixa altitude para retornar a sua base.
Quase 30.000 V-1s foram construidos, 10.000 atingiram a Inglaterra, 2.419 Londres, matando aproximadamente 6.184 pessoas e ferindo 17.981. Já as linhas de defesa abateram por volta de 2.448 V-1s de outubro de 1944 a março de 1945.


V-1 RAMPA DE LANÇAMENTO,FOTO 1,FOTO 2,FOTO 3,FOTO 4,FOTO 5,FOTO 6,FOTO 7

Nenhum comentário:

Videos de aviões

Loading...