" Criei um aparelho para unir a humanidade, não para destruí-la. " - Santos Dumont

" Um prisioneiro de guerra é um homem que tentou matá-lo, não conseguiu e agora implora para que você não o mate. " - Winston Churchill
" Não sei como será a terceira guerra mundial, mas sei como será a quarta: com pedras e paus - Albert Einstein
" O objetivo da guerra não é morrer pelo seu país, mas fazer o inimigo morrer pelo dele - George S. Patton. "
" Só os mortos conhecem o fim da guerra " - Platão
"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Mikoyan-Gurevich MiG-21 "Bis"

Tipo: Caça
Fabricante: Mikoyan-Gurevich OKB
Primeiro voo: 14 Fevereiro de 1955
Inicio do serviço: 1959 (MiG-21F)
Retirado do serviço: 1990 (na Russia)
Status: ainda em uso em alguns países
Primeiros usuários: União Soviética, Romênia e Vietnã
Producão: de 1959 a 1985
Total produzido: cerca de 11.496 (10,645 na União Soviética, 194 na Tchecoslováquia e 657 na India)
Variantes: Chengdu J-7
Tripulação: 1
Comprimento: 15.0 m
Envergadura: 7.15 m
Altura: 4.12 m
Area das asas: 23.0
Peso vazio: 5.339 kg
Peso máximo: 8.725 kg
Motor: 1 × turbina Tumanskiy R25-300, 4.100 kg de empuxo sem pós combustão e 7100 kg de empuxo com pós combustão
Velocidade máxima: 2.350 km/h
Alcance: somente com combustivel 1.210 km
Altitude de serviço: 17.800 m
Razão de subida: 225 m/s
Armamentos: 1 canhão GSh-23 interno de 23 mm, 2 misseis K-13A (R-3R) ou 4 misseis Molniya R-60 AAM, 2 bombas de 500 kg cada

O Mikoyan-Gurevich MiG-21 chamado de "Fishbed" pela OTAN entre outros nomes códigos, é caça supersônico, projetado pela Mikoyan-Gurevich da então União Soviética. Apelidado de "lápis" pelos pilotos poloneses devido à forma de sua fuselagem. As primeiras versões são consideradas de segunda geração, já as mais atuais de terceira geração. Por volta de 50 países em quatro continentes voaram com o MiG-21, e ainda está em uso em diversos países. É o caça mais produzido na história da aviação e o avião de combate mais produzido desde a Guerra da Coréia, e sendo o avião de combate com o maior tempo de produção de 1959 a 1985.
Na Força Aérea Indiana (IAF) estima-se que de 1993 a 2002 houveram cerca de 283 acidentes com a morte de 100 pilotos, a IAF perdeu pelo menos 116 aeronaves por diversos defeitos, já em combate perderam cerca de 81 aeronaves desde 1990.
Durante a Guerra do Vietnã o Mig-21 foi muito usado contra os Estados Unidos, segue as perdas de ambos os lados, somente aviões abatidos pelo Mig-21:
1966: 6 MiG-21 perdidos contra 7 F-4 Phantom e 11 F-105 Thunderchiefs
1967: 21 MiG-21 perdidos conytra 17 F-105 Thunderchiefs, 11 F-4 Phantom, 2 RF-101 Voodoos, 1 A-4 Skyhawk, 1 F-8 Crusader, 1 EB-66 Destroyer e outras três aeronaves não identificadas.
1968: 9 MiG-21 perdidos contra 17 aeronaves americanas.
1969: 3 MiG-21 perdidos contra 1 UAV Firebee.
1970: 2 MiG-21 perdidos contra 1 F-4 Phantom e 1 CH-53 Sea Stallion.
1972: 51 MiG-21s perdidos contra 53 aeronaves perdidas pelos Estados Unidos incluindo 2 B-52 Stratofortress. Sendo que a Força Aérea Norte Vietnamita em 1972 perdeu 34 MiG-21, 9 MiG-17 e 9 MiG-19.
O Mig 21 foi usado em muitas guerras, como a da India-Paquistão, Guerra de Kargil, Guerra do Vietnã, Conflito Arábe-Israel, Líbia e Egito, Guerra Civil Angolana e na Primeira e Segunda Guerra do Congo.
Houve programas de modernização dos Mig-21, a Rússia oferece um pacote de melhoramento mudando os modelos antigos do MiG-21 para o padrão MiG-21-93, que inclui melhor aviônica, instalação do radar de Kopyo pulso-doppler, versão menor do radar de N010 Zhuk usado pelo MiG-29, que permite o uso de armas modernas tais como o míssil Vympel R-77 um missel de alcance além do campo visual, sua nova aviônica permite seguir vários inimigos ao mesmo tempo. Outro melhoramento inclue a instalação de uma dupla tela HUD, com designador de alvo montado no capacete e de sistemas de controle de voo avançados. Além de programas como o MiG-21-2000 versão de exportação, fabricado pela Israel Aerospace Industries, MiG-21 LanceR versão proposta pela Elbit de Israel e a Aerostar SA da Romênia para a Força Aérea Romena, o programa IAF MiG-21 Bison proposto para a India e exportação, com iniciativa da Rússia, permite a cooperação entre caças Indianos Mig-21 e Americanos F-15 e F-16 durante exercicios aéreos entre India-Estados Unidos e o com novo motor Klimov RD-33, versão está do Mig-21 que em simulação provou ser melhor em dogfight do que o F-16.

Nenhum comentário:

Videos de aviões

Loading...